Nos embalos do jazz e do choro

Luísa Mitre, atração do Selo Savassi Festival Records, conta sobre a carreira como instrumentista e as expectativas para o futuro

Por Vitória Ohana

Embalada pela MPB de Chico, Gil e Caetano, pelo instrumental de Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti, e pelo nordeste do Quinteto Violado, Luísa Mitre cresceu tendo inúmeras referências nacionais. A mineira estudou Piano Erudito por anos, até perceber que era do som brasileiro que mais gostava. 



Com tantas referências masculinas, a surpresa de Luísa foi perceber, após ser a segunda mulher a vencer o prêmio BDMG 2018 na categoria Instrumental em 18 anos, que há ainda uma discrepância enorme entre participações de homens e mulheres no cenário instrumental. “Eu já tinha noção desse desequilíbrio no mercado em que nós mulheres estamos em um número absurdamente menor que o dos homens. Eu via isso nos grupos que tocava, onde a maioria era de homens, mas depois do prêmio foi um assunto que surgiu ainda mais nas coisas que eu fazia”, conta Luísa.

Musicistas, cantoras e compositoras se inspiraram pela trajetória da instrumentista e reconheceram na belo-horizontina uma representatividade feminina ainda escassa. “Me sinto feliz em poder mostrar [para as mulheres] que isso é possível, mas pesou a responsabilidade de ser cada vez melhor e poder ser uma boa inspiração”, explica a pianista.



Estreando o Selo Savassi Festival Records, categoria responsável por chancelar e/ou financiar obras de artistas que integram o Música Nova, Luísa apresenta suas composições com o álbum “Oferenda”. A novidade não era um plano da artista, que não acreditava que pudesse desenvolver um trabalho de qualidade. “Acho que tem a ver com a representatividade, quanto menos vemos mulheres fazendo isso, menos achamos que somos capazes de também fazer”.

Sobre o festival, Luísa Mitre encara o evento como uma referência de jazz e música instrumental, não só para o público local, mas para os artistas e espectadores de fora. “Ter meu trabalho vinculado ao Savassi Festival é uma honra. Espero recompensar a importância do festival com meu trabalho e que isso traga bons frutos, como divulgação e o interesse de outras pessoas para ouvir minha música”, finaliza.

 

Show de lançamento "Oferenda" com Luísa Mitre

Data: 04 de agosto
Local: Conservatório da UFMG
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Compre aqui seu ingresso!